sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Transtorno Afetivo Bipolar



BIPOLAR


Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras. Não sei se esta imagem fala por si ou não, sim sou eu e uma história. Não é para ser bonita, ou artística, feia ou mal feita! É um lado negativo e outro positivo, um lado triste e outro alegre.
Segundo os médicos sofro de Transtorno Afetivo Bipolar, parece ser uma coisa até soft, mas não é! Então vou contar um pouco desta imagem... Faz 5 anos que a minha cabeça se alterou de tal modo que fui levado à força para o Hospital onde fiquei 1 mês e meio na psiquiatria. A droga não queria pegar e mudavam-me a medicação várias vezes até me transformar num Zombie.
Os anos seguintes passei-os a dormir, sim 16 horas por dia, acordava para almoçar e jantar quantidades industriais de comida que me fizeram engordar mais de 20 quilos, até que um dia(03.2015) um médico nas Urgências das várias vezes que lá ia, disse-me que eu não era Bipolar, mas sim Borderline, mudei a medicação e passado uns meses voltei ao Hospital completamente desregulado, com a glicose a 400, ou seja Diabetes uma nova doença, duas semanas a levar soro na veia e insulina a todas as refeições em injecções na barriga.
Nos 5 meses seguintes andei no Hospital num tipo de escola para aprender a lidar com a doença. Mas percebi que não consigo lidar bem com outras pessoas devido a um problema de sinceridade excessiva, não tenho filtros, digo as coisas sem pensar.
 Além disso a Hemocromatose atacou um pouco mais, sim é uma doença hereditária, mas só eu é que a tenho na familiar. É excesso de ferro no sangue. Passei o ano passado a ir todas as quintas-feiras levar com uma seringa grossa na veia para retirar 500ml de sangue, chamam-lhe Sangrias.
A testosterona está em níveis baixos, a médica de família não me dá atenção nesse problema, mas que afecta muitas áreas, não só aquela que vem logo ao pensamento, como a memória, músculos, depressão, etc...
 Tive um ataque de ansiedade em 2016 tão grande que me afectou a vista, Rcs, cria-se um líquido na retina, deixei de ver bem de um olho, via mais pequeno e escuro de um olho, parecia que via a 3D sem os óculos. Vai e vem de vez em quando, fica 3 meses.
Não me estou aqui a lamentar, estou a contar a minha vida nestes 5 anos em termos de doença, porquê? Porque a "minha" doença levou-me a ter um atestado de Incapacidade de 80%, sim à pessoas com doenças graves que não têm tanto, tenho uma tia que é deficiente mental com 91%, a diferença dela para mim é que eu ando e falo e consigo agir. Mas a cabeça não funciona muito bem. Se virem as minhas fotos não dizem nada, até porque eu as sei trabalhar bem, mas há falta de um clique que me leve à vontade, sofro de Avolia.
Bem vamos ao que interessa.
Quanto à Fotografia, aqueles comentários do Força e vai para a frente e coisas do género não ajudam. Se têm visto alguma coisa por aqui de novo foi porque alguém me puxou. Dizer "és um Talento e um Grande fotografo" não me leva a lado nenhum quando na realidade eu gosto é de retratos e sem as almas à frente eu nada faço. Custa-me dar o primeiro passo, isolei-me socialmente. Este ano tenho tido ideias, tento concretizar, falar com as pessoas, mas falta dizerem-me no dia X, à hora X no local X, vamos fazer umas coisas. No fundo é pegar em mim e levarem-me, eu tenho a máquina, as lentes e dou o click.
E é isto! Não me estou a fazer de coitadinho, até porque quem perdeu 5 anos de vida fui só eu. Aproveitem é agora, porque nunca se sabe quanto tempo vai durar esta fase melhor.

Se quiserem ver trabalhos meus como fotografo para terem uma ideia do que eu fazia visitem a minha galeria on line: Olhares - Daniel Pedrogam

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

A realidade da manipulação de fotos

Bem já não escrevia por aqui à muito tempo. Decidi escrever porque achei alguma piada ao dia de ontem, existe um grupo no Facebook que se intitula Cantinho da Fotografia que tem cerca de 14 000 membros, por acaso vi um post sobre um concurso qual tema era "água", nem reparei no prémio, lembrei-me que tinha feito uma foto engraçada uns dias antes e decidi por brincadeira postar. Fiquei surpreendido no dia seguinte a receber uma mensagem de um Administrador a dizer que a foto tinha ganho o concurso e que iria receber uma foto impressa pela Saal digital (nem sei o tamanho), mas pronto achei piada a isso. Agora a realidade! A foto não existe assim. Vou-vos mostrar o porquê:

A foto original:



O Scooby está ligeiramente desfocado. A foto em que está focado é esta, mas não a considerei tão interessante por causa do movimento da água que tinha na outra imagem:





Então tive que fazer uma montagem de cabeça e remover a manga do casaco que está perto do bebedouro. para o produto final que é esta:



Mas ainda há mais. No dia seguinte postei por brincadeira outra foto, também ela de um cão ou melhor uma cadela, a Stella. Mais uma vez surpreendido foi uma foto de destaque do dia. Mas novamente a foto final não existe como o resultado final, vou mostrar porquê:

A foto original está um pouco desfocada e com a parede atrás a fazer um pouco de "barulho":


A foto focada é esta, mas eu não gostei das orelhas:


Resultado final. uma cabeça nova e fundo liso:



Espero que tenham gostado. 😉 E quanto a mim a fotografia é o resultado final de todas as acções que o "artista" lhe impõe.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Meco - Maio 2013

Mais uma série de nu artístico realizado na praia do Meco, mais uma vez obrigado aos modelos....









quarta-feira, 13 de março de 2013

Detalhes dos Corpos

     "Detalhes dos Corpos é um projecto simples e sem outras intenções senão a Arte, pela minha lente vou mostrar o que vejo nos corpos que se prostrarem a ser modelos. Imagens da minha autoria onde busco dar formas e jogar com a luz, objectos, detalhes, pormenores... enfim: o nosso corpo! 
     Agradeço a todos que colaboraram e colaborem neste projecto!"

O projecto pode ser apreciado em: http://detalhesdoscorpos.blogspot.pt/ 

    Falando mais acerca do projecto: Todos temos um corpo e nele tomos somos idênticos e parecidos, neste projecto vou retratar corpos ao mais ínfimo pormenor, desde orelhas, lábios, olhos, peitos, mamilos, páginas, clitóris, ânus, pénis, mãos, pés, marcas, cicatrizes, tudo o que me atraia a atenção.
    É um projecto complicado visto que o nosso País é um pouco mesquinho e retrogrado, mas aos poucos vou fazendo o que os voluntários me deixarem explorar em cada corpo que se prostrar diante das minhas lentes.
     Sem segundas intenções e com objectivo em fazer apenas Arte, e com isso também sei que vou ser polémico, na arte uns gostam outros não. Já estou habituado a ouvir criticas e com elas aprendo e reconheço que cada um tem direito à sua, assim como eu tenho direito a criar o que eu quiser.
     Como surgiu esta ideia: Bem, sempre foi um desejo fazer algo deste género, mas claro existem os medos e receios de não dar certo, sempre tive um lado profissional que tinha de manter e com isso cortar em certas coisas, neste momento com a crise o trabalho acabou e com ele tenho um estúdio vazio, material parado, lentes que não uso, porque não dar azo à imaginação e começar uma coisa diferente com a ajuda de voluntários em nome da arte!? E assim começa...

 Esta imagem é um exemplo daquilo que quero que seja este projecto que as pessoas olhem e não vejam logo o que se apresenta nas imagens, claro que algumas serão mais perspectiveis... mas é disto que quero fazer!

Mais uma vez um Obrigado ás pessoas que perdem a vergonha, o preconceito e me ajudam a apresentar coisas sempre novas e diferentes.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Dia Mundial do naturismo - Série: A NU

Consegui fazer de novo fotos com um grupo de pessoas despidas de roupa, preconceitos e maldade... Esta sessão concretizou-se no Dia Mundial do Naturismo(19.06.2011), na praia do Meco. "O Naturismo é uma forma de vida em harmonia com a natureza, traduzida pela prática da nudez colectiva, pelo propósito de favorecer o respeito por si mesmo, pelos outros e pelo meio ambiente."
Estas fotos apenas se relevam a isso mesmo, fiz várias sequências, destaco as seguintes:


O Pudor
Pudor = "mal-estar causado pela nudez e o sexo"
Esta foto retrata a nossa sociedade! Mesquinhos demais para perceber que a sociedade nos impôs a regra de vestir para tapar um corpo igual a todos os outros, onde a Nudez passa a ser algo encarado de não normal, quando o Natural é mesmo o estar-se nu! Todos tapam a cara frente ao nu, mas o nu, não passa de por si só de algo banal, normal e natural!


O pó
A bíblia relata em Gênesis 2:7 "E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente." 
Esta imagem embora meia escura retrata aquilo de que somos feitos, pó! nada mais que isso, os corpos envoltos em barro demonstra do que que fomos tomados e para onde voltaremos.




MMMMMMMM
Nesta imagem demonstro que juntos somos mais fortes, conseguindo enfrentar o poder da natureza, mas para isso necessitaríamos de estar todos unidos de alma e coração para de uma maneira natural e consciente saber mante-la sem de modo algum a prejudicar com as nossas acções irreflectidas.


O Rochedo
Todos temos uma maneira de estar e ser na vida, cada qual exercendo a sua função para que esta se desenrole ao longo do tempo que por cá caminhamos, cruzamos caminhos, vidas, sentimentos e experiências... Com tudo isso á imagem da árvore genealógica, criei o Rochedo, onde cada qual tem o seu espaço, uma atitude, um ser...
A Nu
Esta mais simples, demostra o que é ser e estar NU: liberdade, respeito pelos outros, simplicidade e modo de estar na vida!!!






Um agradecimento a todos os meus modelos, sem eles não teria estas imagens!

terça-feira, 21 de junho de 2011

Pregas de 1 corpo

O corpo desperta certa curiosidade inexplicável nas pessoas... sou simples demais e a minha sensibilidade leva-me a querer fotografar algo mais que linhas, já por algum tempo que desejava fazer este tipo de fotografia, partes do corpo, é um tipo de fotografia onde tem de existir cumplicidade entre modelo e fotografo para acontecer.... em Portugal é cada vez mais difícil de sairmos das ideias pré-concebidas relativamente á nudez... gostava de ter modelos de todos os tipos e feitios... mas a maior parte das pessoas que dão a cara e o corpo são estereótipos de uma sociedade que apenas pensa no perfeito como linhas magras e escanzeladas, gosto da nudez de um corpo roliço e com demasiadas curvas para conseguir captar á primeira vista... não penso que seja fetiche, mas a sensibilidade que tenho ao reparar nas pregas do corpo levou-me a criar esta série que se designa: pregas de 1 corpo. São imagens simples, onde são revelado traços a negro rasgando a imagem branca, deixando os sentidos visualizar aquilo que bem entender... Agradeço á modelo por me deixar modelar o seu corpo... e espero que os demais entendam que isto se trata apenas de arte!!!